loader

Entre a aldeia de Silveiras e a cidade de Montemor-o-Novo encontra-se a Herdade do Menir, composta por cerca de 40 hectares de vinha, é nela que se encontra a unidade de vinificação dos nossos vinhos, os nossos escritórios e a adega.

É na Herdade do Menir que se encontra a maior área de uvas brancas da propriedade com cerca de 17 hectares, compostos pelas castas Antão Vaz e Arinto.

Já nos tintos produzimos as castas Aragonez, Alicante Bouschet, Syrah, Cabernet Sauvignon e Merlot.

Montemor, apesar de ser um concelho do Alentejo Central, está muito próximo do litoral, havendo por isso um misto térmico entre o calor abrasivo durante os dias de verão e as noites mais frescas e húmidas, assim como os invernos se apresentam muito frios durante a noite com temperaturas abaixo dos zero graus com humidade. Características que, juntamente com os solos mediterrâneos associados à gestão da rega gota-a-gota, fazem com que as uvas aqui produzidas, mantenham uma frescura e acidez ímpares, que se manifestam claramente em cada copo servido.

img

Selecionámos as melhores uvas de Baga, durante a vindima de 2020, para fazer este maravilhoso monocasta!

“Este é um vinho muito especial. Um Baga criado no calor do Alentejo, mas que consegue manter frescura e elegância. Surpreendente.

Diogo Lopes Enólogo Consultor da Herdade do Menir.

“Para além do significado especial que este vinho tem para mim, pois é o primeiro que irei ter o gosto de assinar com o meu mestre, acho que é um vinho “fora da caixa”, e vai dar que falar.”

Fábio Fernandes Enólogo Residente Herdade do Menir.

Uma casta frágil e pouco usada na nossa região, expressa-se com raridade. Vamos aproveitar cada copo desta edição limitada e invulgar, pois não sabemos quando voltamos a repeti-la. 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com